Manuel Bandeira


As 25 poesias mais lidas em 2016

01/01/2017 02:24h

Por ordem decrescente de visualizações em nosso site: “CANÇÃO MÍNIMA”, de Cecília Meireles (11.922) “A RUA DAS RIMAS”, de Guilherme de Almeida (11.497) “A FONTE E A FLOR”, de Vicente de Carvalho (9.668) “BECOS DE GOIÁS”, de Cora Coralina (8.733) “MINHA INFÂNCIA”, de Cora Coralina (7.945) “ORAÇÃO DO PRESIDIÁRIO”, de Cora Coralina (7.706) “POEMA DO […]



Os poemas secretos de Manuel Bandeira

20/06/2015 03:23h

Textos lacrados há 35 anos, arquivados na Fundação Casa de Rui Barbosa, são abertos Entre os manuscritos de Manuel Bandeira arquivados na Fundação Casa de Rui Barbosa, os poemas abaixo estavam lacrados há 35 anos, e também foram abertos agora por determinação da CGU, depois de um pedido de ÉPOCA através da Lei de Acesso […]



A utilidade dos versos

01/06/2014 07:33h

Vivendo boa fase, embora ainda menos popular do que os demais gêneros, a poesia amplia seu espaço no mercado e assume até o papel de escape do mundo mais materialista



Obras de poetas pernambucanos são exemplos sobre modernismo

06/11/2012 09:10h

Dois pernambucanos, dois escritores, dois poetas: a poesia de Manuel Bandeira e João Cabral de Melo Neto serve de pano de fundo para as dicas de literatura do Projeto Educação.



Comentários (1)

Avatar do visitante

Giovani costa · 11/08/2017, às 20h45

Estes versos descrevem muito bem como um grande amor resiste ao tempo.

Postar um novo comentário