SOLANO TRINDADE
(Francisco Solano Trindade)

poeta, folclorista, pintor, ator, teatrólogo e cineasta
Nasceu: 24/07/1908
Local: Recife - PE
Faleceu: 20/02/1974
Local: Rio de Janeiro – RJ

 

 

"A minha poesia continuará com o estilo do nosso populário, buscando no negro o ritmo, no povo em geral as reivindicações sociais e políticas e nas mulheres, em particular, o amor. Deixem-me amar a tudo e a todos".

Solano Trindade percorreu uma trajetória singular no meio cultural brasileiro como o modo reflexivo de suas abordagens. Sua poesia enreda-se, quase sempre de maneira tácita, a um liame essencial: o anseio de liberdade tão próprio de sua etnia e tão latente em sua ancestralidade nesse universo de conformismo do nosso panorama social onde o poeta assume sem indiferença a sua circunstância em relação ao mundo.  A escolha temática e os signos simbólicos na raiz de sua poesia estão voltados para a dura vida das minorias negras marginalizadas e para a evocação das tradições populares dos negros do Brasil.

Solano Trindade, o poeta e o homem, incorporam a espontaneidade criadora da poesia e a dignidade do indivíduo humano.[1]

Sua poesia, carregada de sentimento, expressa inconformismo, com simplicidade e beleza. Carlos Drumond de Andrade disse o seguinte sobre alguns de seus poemas: "Há nesses versos uma força natural e uma voz individual rica e ardente que se confunde com a voz coletiva". Um de seus trabalhos mais famosos, intitulado "Tem gente com fome", foi musicado e gravado por Nei Matogrosso.

Morreu no Rio, em 1974. Mas em 1976, voltou aos braços do povo, na avenida. Foi tema da escola de samba Vai-Vai, com enredo elaborado por sua filha Raquel.[2]

De todos os escritores negros, ligados à coletividade negra brasileira, o que deixou presença mais forte foi Solano Trindade. Foi o primeiro a escrever, com especificidade, para negros, naquele tempo. Pagou o preço disso, e como! [3]

 

Fontes:

[1] Wilson Rocha link (revista.agulha.nom.br/1wrocha.html)
[2] Márcio Barbosa link (http://www.quilombhoje.com.br/solano/solanotrindade.htm)
[3] Oswaldo de Camargo link (http://www.portalafro.com.br/literatura/solano/solano.htm)

 
     
   
CADASTRAR-SE NO QUADRO DE AVISOS | POR ONDE A VOZ ECOA | ÁREA ADMINISTRATIVA DOS POETAS | ENVIAR AVISO (SOMENTE ADMINISTRADORES)
FacebookOrkutTwitterGPlusYoutubeMyspaceDhittPaltalkRSS
 
Copyright 2001 - 2013 - A Voz da Poesia Falando ao Coração - Design GamaBrasil