MARINA COLASANTI
☼ 26/09/1937 - Asmara, Eritéia, Etiópia

• BIBLIOGRAFIA

• PRÊMIOS

• SOBRE A AUTORA

• NOTAS E LINKS


MARINA COLASANTI SAN' ANNA, escritora, poeta e jornalista. Nasceu em 26 de setembro de 1937, em Asmara (Eritréia), Etiópia. Viveu sua infância na África (Eritréia, Líbia). Depois seguiu para a Itália, onde morou 11 anos. Chegou ao Brasil em 1948, e sua família se radicou no Rio de Janeiro, onde reside desde então.

É casada com o escritor e poeta Affonso Romano de Sant'Anna com quem teve duas filhas: Fabiana e Alessandra.

Possui nacionalidade brasileira e naturalidade italiana. Entre 1952 e 1956 estudou pintura com Catarina Baratelle; em 1958 já participava de vários salões de artes plásticas, como o III Salão de Arte Moderna. Nos anos seguintes, atuou como colaboradora de periódicos, apresentadora de televisão e roteirista. Ingressou no Jornal do Brasil em 1962, como redatora do Caderno B, desenvolveu as atividades de: cronista, colunista, ilustradora, subeditora, Secretária de Texto.

Foi também editora do Caderno Infantil do mesmo jornal. Participou do Suplemento do Livro com numerosas resenhas. No mesmo período editou o Segundo Tempo, do Jornal dos Sports. Deixou o JB em 1973. Assinou seções nas revistas: Senhor, Fatos & Fotos, Ele e Ela, Fairplay, Claudia e Jóia. Em 1976 ingressou na Editora Abril, na revista Nova da qual já era colaboradora, com a função de editora de comportamento. De fevereiro a julho de 1986 escreveu crônicas para a revista Manchete. Deixa a Editora Abril em 1992, como editora especial, após uma breve permanência na revista Claudia, tendo ganho três Prêmios Abril de Jornalismo. De maio de 1991 a abril de 1993 assinou crônicas semanais no Jornal do Brasil. De 1975 até 1982 foi redatora na agência publicitária Estrutural, tendo ganho mais de 20 prêmios nesta área.

Atuou na televisão como entrevistadora de Sexo Indiscreto - TV Rio, e entrevistadora de Olho por Olho - TV Tupi. Na televisão foi editora e apresentadora do noticiário Primeira Mão -TV Rio, 1974; apresentadora e redatora do programa cultural Os Mágicos -TVE, 1976; âncora do programa cinematográfico Sábado Forte -TVE, de 1985 a 1988; e âncora do programa patrocinado pelo Instituto Italiano de Cultura, Imagens da Itália- TVE, de 1992 a 1993.

Em 1968, foi lançado seu primeiro livro, Eu Sozinha; desde então, publicou mais de 30 obras, entre literatura infantil e adulta. Seu primeiro livro de poesia, Cada Bicho seu Capricho, saiu em 1992. Em 1994 ganhou o Prêmio Jabuti de Poesia, por Rota de Colisão (1993), e o Prêmio Jabuti Infantil ou Juvenil, por Ana Z Aonde Vai Você?

Já publicou mais de 50 livros, entre conto, microconto, poesia para criança ou para adulto e tradução.

Colabora, atualmente, em revistas femininas e constantemente é convidada para cursos e palestras em todo o Brasil.


BIBLIOGRAFIA  [TOPO]

Poesia

• Rota de Colisão
Ilustrações: Da Autora
Edição: Rio (1993), Editora Rocco
Gênero: Poesia
• Gargantas Abertas
Edição: Rio (1998), Editora Rocco
Gênero: Poesia
• Fino Sangue
Edição: Rio (2005), Editora Record
Gênero: Poesia
• Passageira em Trânsito
Edição: Rio (2009), Editora Record
Gênero: Poesia
• Tudo tem princípio e fim
Edição:  (2017), Escarlate, BrinqueBook
Gênero: Poesia

Crônicas

• Eu Sozinha
Edição:Rio (1968), Gráfica Record Brasileira
Gênero: Crônicas
• Nada na Manga
Edição: Rio (1975), Nova Fronteira/Edições JB
Gênero: Crônica
• Agosto 91, Estávamos em Moscou
Autores: Marina Colasanti e Affonso Romano de Sant'Anna
Edição: São Paulo (1991), Editora Melhoramentos
• Eu Sei, Mas Não Devia
Edição:(1995), Editora Rocco
Gênero: Crônicas
• A Casa das Palavras
Ilustrações: Da autora
Edição: São Paulo (2002), Editora Ática
Gênero: Crônicas
• Os Últimos Lírios no Estojo de Seda
Ilustrações: Maria Ângela
Edição: Belo Horizonte (2006), Editora Leitura
Gênero: Crônicas
• Crônicas para jovens
Edição: São Paulo (2012), Global Editora
Gênero: Coletânea, Crônicas
• Melhores Crônicas Marina Colasanti
Edição:  (2016), Editora Global
Gênero: Crônicas

• Como se fizesse um cavalo
Edição: São Paulo (2012), Editora Pulo do Gato
Gênero: Ensaio

Citações

• De Mulheres, sobre Tudo
Edição: Rio (1995), Editora Ediouro
Gênero: Citações

Contos e minicontos

• Zooilógico
Edição: Rio (1975), Imago Editora
Gênero: Contos, Minicontos
• A Morada do Ser
Edição: Rio (1978), Francisco Alves; Rio (2005), Record
Gênero: Contos, Minicontos
• Doze Reis e a Moça no Labirinto do Vento, 1982
Ilustrações: Da autora
Edição: Rio Nórdica; Rio (2001), Global
• Contos de Amor Rasgados
Ilustrações: Da Autora
Edição: Rio (1986), Editora Rocco; (2010), Editora Record
Gênero: Contos, Minicontos
• O Leopardo é um Animal Delicado
Ilustrações: Da Autora
Edição: Rio (1998), Editora Rocco
Gênero: Contos
• Penélope manda Lembranças
Edição: São Paulo(2001), Editora Ática
Gênero: Contos
• 23 Histórias de Um Viajante
Ilustrações: Da autora
Edição: São Paulo (2005), Editora Global
Gênero: Contos, Contos de fadas
• Hora de alimentar serpentes
Edição: São Paulo (2013), Global
Gênero: Contos, Minicontos

Infantil

• A Menina Arco-íris
Ilustrações: Da autora
Edição: Rio (1984) Editora Rocco; Rio (2001, 2007), Editora Global
Gênero: Infantil
• O Lobo e o Carneiro no Sonho da Menina
Ilustrações: Da autora
Edição: São Paulo (1985), Editora Cultrix; Rio (1994), Ediouro; Rio (2008), Editora Global
Gênero:Infantil
• Uma Estrada Junto ao Rio
Ilustrações: Da autora
Edição: São Paulo (1985) Editora Cultrix;  (2005), Editora FTD
Gênero:Infantil
• O Verde Brilha no Poço
Ilustrações: Rogério Borges
Edição: São Paulo (1986) Melhoramentos; Rio (2004), Editora Global
Gênero:Infantil
• O Menino Que Achou Uma Estrela
Ilustrações: Da Autora
Edição: São Paulo (1988), Melhoramentos; Rio (2000), Editora Global
Gênero: Infantil
• Um Amigo Para Sempre
Ilustrações: Da Autora
Edição: São Paulo (1988), Editora Quinteto
Gênero:Infantil
• Será que tem Asas?
Ilustrações: Da Autora
Edição: São Paulo (1989), Editora Quinteto
Gênero:Infantil
• Ofélia, a Ovelha
Ilustrações: Da Autora
Edição: São Paulo (1989), Melhoramentos; São Paulo (2000), Editora Global
Gênero:Infantil
• A Mão na Massa
Ilustrações: Da Autora
Edição: Rio (1990) Editora Salamandra; Rio (2010), Editora Rovelle
Gênero:Infantil
• Cada Bicho Seu Capricho
Ilustrações: Da Autora
Edição: São Paulo (1992) Melhoramentos; Rio (2000), Editora Global
Gênero: Poesia Infantil
• Um Amor Sem Palavras
Ilustrações: Da Autora
Edição: São Paulo (1995) Melhoramentos; Rio (2001), Editora Global
Gênero: Infantil
• A Amizade Abana o Rabo
Ilustrações: Da autora
Edição: São Paulo (2002), Editora Moderna
Gênero: Infantil
• Minha Tia Me Contou
Ilustrações: Da autora
Edição: São Paulo (2007), Editora Melhoramentos
Gênero: Novela Infantil
• Minha Ilha Maravilha
Ilustrações: Da autora
Edição: São Paulo (2007), Editora Ática
Gênero: Poesia Infantil
• Classificados e nem tanto
Ilustrações: Rubem Grilo
Edição: Rio (2010), Editora Record
Gênero: Poesia infantil
• Antes de virar gigante
Ilustrações: da autora
Edição: São Paulo (2010), Editora Ática
Gênero: Coletânea, Infantil
• O Nome da Manhã
Ilustrações: Da autora
Edição: São Paulo (2012), Editora Global
Gênero: Poesia Infantil
• Breve história de um pequeno amor
Ilustrações: Rebeca Luciani
Edição: São Paulo (2013), Editora FTD
Gênero: Infantil

Juvenil

• Ana Z, aonde vai Você?
Ilustrações: Da Autora
Edição: São Paulo (1993), Editora Ática
Gênero: Juvenil
• O Homem Que Não Parava de Crescer
Ilustrações: Da Autora
Edição: Rio (1995) Ediouro; São Paulo (2005), Editora Global
Gênero: Juvenil
• Poesia em 4 Tempos
Ilustrações: Claudia Furnari
Edição: São Paulo (2008), Editora Global
Gênero: Poesia Juvenil

Contos de Fadas

• Uma Idéia Toda Azul
Edição: Rio (1979), Editora Nórdica; Rio (2004), Global
Gênero: Contos de Fadas
• Doze Reis e a Moça no Labirinto do Vento
Ilustrações: Da autora
Edição: Rio (1982) Nórdica; Rio (2001), Global
Gênero: Contos de Fadas
• Entre a Espada e a Rosa
Ilustrações: Da Autora
Edição: Rio (1992) Salamandra; São Paulo (2010), Editora Melhoramentos
Gênero: Contos de Fadas
• Longe Como o Meu Querer
Ilustrações: Da Autora
Edição: São Paulo (1997), Editora Ática
Gênero: Contos de Fadas
• Do Seu Coração Partido
Ilustrações: Da autora
Edição: (2009), Editora Global
Gênero: Contos de Fadas
• Com Certeza tenho Amor
Ilustrações: Da autora
Edição: (2009), Editora Global
Gênero: Contos de Fadas

Infantil, Contos de Fadas

• A Moça Tecelã
Desenhos: Demóstenes Vargas
Bordados: Irmãs Dumond (Ângela, Antônia Zuma, Marilu, Martha e Sávia Dumond)
Edição: São Paulo (2004), Editora Global
Gênero: Infantil, Contos de Fadas
• Como uma carta de amor
Ilustrações: Da autora
Edição: São Paulo (2014), Editora Global
Gênero: Infantil, Contos de fadas
• Mais de 100 Histórias Maravilhosas
Ilustrações: Da autora
Edição: São Paulo (2015), Editora Global
Gênero: Contos, Contos de fadas, Histórias Maravilhosas

Artigos

• A Nova Mulher
Edição: Rio (1980), Nórdica
Gênero: Col. de artigos
• Mulher Daqui Prá Frente
Edição: Rio (1981), Editora Nórdica
Gênero: Col. de artigos
• E por Falar em Amor
Edição: Rio (1984), Rocco
Gênero: Col. de artigos
• Aqui Entre Nós
Edição: (1988), Editora Rocco
Gênero: Col. de artigos
• Intimidade Pública
Ilustrações: Da Autora
Edição: Rio (1990), Editora Rocco
Gênero: Col. de artigos
• Com Clarice
Autores: Marina Colasanti e Affonso Romano de Sant'Anna
Edição: São Paulo (2013), Editora UNESP
Gênero: Artigos

Ensaios, Artigos

• Fragatas para Terras Distantes
Edição: Rio (2004), Editora Record
Gênero: Ensaios, Artigos

Antologias

• Um Espinho de Marfim e outras histórias
Edição: Porto Alegre (1999), Editora L&PM
Gênero: Antologias

Compilações de textos, Citações

• Esse Amor de Todos Nós
Ilustrações: Da autora
Edição: Rio (2000), Editora Rocco
Gênero: Compilações de textos, Citações

Memórias

•  Minha Guerra Alheia
Edição: Rio (2010), Editora Record
ISBN: 978-85-01-09091-1
Gênero: Memórias 


PRÊMIOS: [topo]

1979 - O Melhor para o jovem FNLIJ — Uma Idéia Toda Azul.
1979 - Grande Prêmio da Crítica Livro/Autor, em lit. infantil, APCA — Uma Idéia Toda Azul.
1982 — Altamente Recomendável, para jovens, FNLIJ, Doze Reis e a Moça no Labirinto do Vento.
1988 — Altamente Recomendável, para crianças, FNLIJ, O Menino que Achou Uma Estrela
1989 — Altamente Recomendável, para crianças, FNLIJ, Ofélia, a Ovelha.
1990 — Altamente recomendável para crianças, FNLIJ, Ofélia a Ovelha.
1991 — Altamente recomendável para crianças, FNLIJ, A mão na massa.
1993 — O Melhor Para o Jovem FNLIJ, Entre a Espada e a Rosa.
1993 — Prêmio Jabuti - Câmara Brasileira do Livro, Entre a Espada e a Rosa.
1994 — Concurso Latinoamericano de Cuentos para Niños- FUNCEC/UNICEF (prêmio único) - Costa Rica, La Muerte y el Rei
1994 — Prêmio Jabuti - Câmara Brasileira do Livro, Rota de Colisão
1994 — Prêmio Jabuti - Câmara Brasileira do Livro, Ana Z. Aonde Vai você?
1994 — Melhor Livro do Ano - Câmara Brasileira do Livro- Ana Z., Aonde Vai Você?
1994 — O Melhor Para o Jovem - FNLIJ, Ana Z., Aonde Vai Você?
1996 — Prêmio Norma-Fundalectura- Lejos Como Mi Querer
1998 — Altamente Recomendável para jovens, FNLIJ, Longe Como o Meu Querer
1998 — Mejores del Año, Banco del Libro, Venezuela , Lejos Como Mi Querer
1997 — Prêmio Jabuti - Câmara Brasileira do Livro, Eu Sei Mas Não Devia
2001 — Origenes Lessa - O Melhor para o Jovem, Hors Concours, FNLIJ, Penélope Manda Lembranças
2003 — Origenes Lessa - O Melhor para o Jovem, Hors Concours, FNLIJ, A Casa das Palavras.
2002 - Monteiro Lobato - Melhor Tradução Criança, FNLIJ — As Aventuras de Pinóquio.
2004 — IBBY Honour List - Tradução de Pinóquio, As Aventuras de Pinóquio
2004 — Altamente Recomendável para Crianças, FNLIJ, A moça tecelã
2005 — Ordine Della Stella Della Solidarietà Italiana
2008 — Odylo Costa Filho - O Melhor Livro de Poesia, Hors Concours, FNLIJ — Minha Ilha Maravilha.
2009 — Alphonsus de Guimarães - Fundação Biblioteca Nacional- Poesia- Passageira em Trânsito
2009 — Exposição White Ravens Poesia Em Quatro Tempos
2010 — Mejores Del Año, Banco Del Libro, Venezuela, En El Laberinto Del Viento
Mención Honorable no VI Prêmio Ibero-Americano SM de Literatura Infantil e Juvenil
2010 — Orígenes Lessa- O Melhor Para o Jovem, Hors Concours, FNLIJ — Com Certeza Tenho Amor.
2010 — Prêmio Jabuti - Câmara Brasileira do Livro, Poesia, Passageira Em Trânsito
2009 — Prêmio Alphonsus Guimarães de poesia, Biblioteca Nacional, Passageira em Trânsito
2011 — Prêmio Jabuti - Câmara Brasileira do Livro, Juvenil, Antes de Virar Gigante
2011 — Prêmio Portugal Telecom em Língua Portuguesa - 3º lugar, Minha Guerra Alheia
2013 — Altamente Recomendável FNLIJ - Poesia, O Nome da Manhã.
2013 — Altamente Recomendável FNLIJ 2013 - Tradução, A Menina, O Coração e a Casa.
2013 — Altamente Recomendável FNLIJ - Teórico, Como Se Fizesse Um Cavalo.
2014 - Prêmio Ofélia Fontes- O Melhor para a Criança - Hors Concours, FNLIJ —Breve História de Um Pequeno Amor.
2014 — Prêmio Jabuti- Câmara Brasileira do Livro, infantil, Breve História de um Pequeno Amor.
2014 — Jabuti Dourado ( Livro do Ano) - Câmara Brasileira do Livro, Breve História de um Pequeno Amor.
2015 — Prêmio Orígenes Lessa - O Melhor para o Jovem - Hors Concours FNLIJ — Como Uma carta de amor.
2015 — Prêmio Monteiro Lobato - A Melhor Tradução/Adaptação Jovem - FNLIJ — Stefano
2015 — IBBY Honour List - Tradução de "Stefano, 2015
2016 — Prêmio Fundación Cuatrogatos 2016 , Para Los que Despegaron Como Lectores — Breve História de um Pequeno Amor.
2017 — Prêmio Iberoamericano SM de Literatura Infantil y Juvenil
2017 — Selo Hors Concours, Cátedra Unesco de Leitura PUC/Rio, pela obra "Quando a primavera chegar"


SOBRE A AUTORA: [topo]

Em suas obras, a autora reflete, a partir de fatos cotidianos, sobre a situação feminina, o amor, a arte, os problemas sociais brasileiros, sempre com aguçada sensibilidade.

“Olho para trás e o que vejo me agrada. Vivi com abundância, a palavra melhor é essa. Abundância biográfica de países, de línguas e culturas. Abundância de situações, as favoráveis e as adversas. Abundância de encontros com pessoas preciosas, com criaturas admiráveis, e alguns poucos canalhas, úteis como referência. Trabalhei em muitas coisas diferentes e de todas gostei, porque de cada uma fiz um degrau de aprendizado que me permitiu desempenhar a próxima. Li quase todos os dias da minha vida, fosse pouco ou muito, enchendo a mochila de dados que eu embaralharia, de nomes que se iriam no vento, mas conservando as emoções que os livros me davam. Não escrevi tanto quanto li, nem teria sido possível. Mas o que escrevi está de acordo comigo e me representa mais generosamente que uma selfie.”

MARINA COLASANTI (Por ela mesma)

"Nasci na Eritreia, vivi em Trípoli, me mudei para a Itália, e em 1948, com 10 anos, minha família transferiu-se definitivamente para o Brasil. Sou uma viajante por biografia e desejo. E, mais ainda, viajo nos livros, os que leio e os que escrevo. Sempre li, e, embora não tivesse pensado no início viver dos livros, nunca imaginei minha vida sem eles. Estudei pintura, fiz belas artes, me aprimorei em gravura. Mas a vida me levou para outro rumo e me tornou jornalista. Comecei no “Caderno B”, do Jornal do Brasil, fui redatora, cronista, subeditora, secretária de texto, chefe de reportagem, colunista, ilustradora. Paralelamente, trabalhava em várias revistas e em televisão. Minha segunda casa jornalística foi a Abril, na qual durante longo tempo fui editora de comportamento de uma revista feminina, atividade que me inseriu no universo das questões de gênero. Fiz mais televisão. Trabalhei em publicidade. Retomei a pintura. Fiz numerosas traduções. Mas, ao mesmo tempo em que ganhava a vida, ia escrevendo meus livros. Hoje são mais de 40, de contos, de poesia, ensaios, contos e poesia para crianças e jovens, além dos contos de fadas, que são para qualquer idade. A diferença de gêneros não cria nenhuma ruptura no meu fazer. Persigo os mesmos temas, me detenho sobre as mesmas inquietações, não importa para quem esteja escrevendo. E, através do fracionamento, busco a unidade."


NOTAS: [topo]

Bibliografia sobre a autora:
• COELHO, Nelly Novaes. Dicionário crítico da literatura infantil e juvenil brasileira, 1882/1982. São Paulo: Quíron, 1983. p.661-667.
• CUNHA, Fausto. Sair da Floresta. In: Colasanti, Marina. Nada na manga. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1973. p.11-13.

Site oficial da autora
   marinacolasanti.com


FONTE:
marinacolasanti.com

[topo]


* * *