A MORTE É A CURVA DA ESTRADA

A morte é a curva da estrada,
Morrer é só não ser visto.
Se escuto, eu te oiço a passada
Existir como eu existo.

A terra é feita de céu.
A mentira não tem ninho.
Nunca ninguém se perdeu.
Tudo é verdade e caminho.

 

© FERNANDO PESSOA
23-5-1932
In Poesias, 1942
Ed. Ática, Lisboa

Número de visualizações em 2017: 4696
Número de curtidas: 166
 
Compartilhar via Facebook Compartilhar via Twitter Compartilhar via Google+

Comentários (3)

espetacular!!!!
Avatar do visitante

Enedi Vassao · 30/04/2015, às 18h12

QUE TUDO
Avatar do visitante

filipe aguiar silva · 04/05/2015, às 00h17

ESPLENDIDO!

Postar um novo comentário