INÍCIO | POESIAS | POETAS | MÚSICOS | RÁDIO | VÍDEOS | LIVROS | RECENTES | CARTÕES | E-BOOKS | MURAL | FÓRUM | BLOGS | AGENDA | INSCRIÇÃO | CONTATO
 
 
VOLTAR
 
NOTÍCIAS SOBRE O POETA
 
 
:: SONETOS ::
 
SONETOS: C
SONETOS: I
SONETOS: II
SONETOS: III
SONETOS: IV
SONETOS: IX
SONETOS: L
SONETOS: LI
SONETOS: LII
SONETOS: LIII
SONETOS: LIV
SONETOS: LIX
SONETOS: LV
SONETOS: LVI
SONETOS: LVII
SONETOS: LVIII
SONETOS: LX
SONETOS: LXI
SONETOS: LXII
SONETOS: LXIII
SONETOS: LXIV
SONETOS: LXIX
SONETOS: LXV
SONETOS: LXVI
SONETOS: LXVII
SONETOS: LXVIII
SONETOS: LXX
SONETOS: LXXI
SONETOS: LXXII
SONETOS: LXXIII
SONETOS: LXXIV
SONETOS: LXXIX
SONETOS: LXXV
SONETOS: LXXVI
SONETOS: LXXVII
SONETOS: LXXVIII
SONETOS: LXXX
SONETOS: LXXXI
SONETOS: LXXXII
SONETOS: LXXXIII
SONETOS: V
SONETOS: VI
SONETOS: VII
SONETOS: VIII
SONETOS: X
SONETOS: XCIX
SONETOS: XCVIII
SONETOS: XI
SONETOS: XII
SONETOS: XIII
SONETOS: XIV
SONETOS: XIX
SONETOS: XL
SONETOS: XLI
SONETOS: XLII
SONETOS: XLIII
SONETOS: XLIV
SONETOS: XLIX
SONETOS: XLV
SONETOS: XLVI
SONETOS: XLVII
SONETOS: XLVIII
SONETOS: XV
SONETOS: XVI
SONETOS: XVII
SONETOS: XVIII
SONETOS: XX
SONETOS: XXI
SONETOS: XXII
SONETOS: XXIII
SONETOS: XXIV
SONETOS: XXIX
SONETOS: XXV
SONETOS: XXVI
SONETOS: XXVII
SONETOS: XXVIII
SONETOS: XXX
SONETOS: XXXI
SONETOS: XXXII
SONETOS: XXXIII
SONETOS: XXXIV
SONETOS: XXXIX
SONETOS: XXXV
SONETOS: XXXVI
SONETOS: XXXVII
SONETOS: XXXVIII
SONETOS: VIII

VIII

Este é o rio, a montanha é esta,
Estes os troncos, estes os rochedos;
São estes inda os mesmos arvoredos;
Esta é a mesma rústica floresta.

Tudo cheio de horror se manifesta,
Rio, montanha, troncos, e penedos;
Que de amor nos suavíssimos enredos
Foi cena alegre, e urna é já funesta.

Oh quão lembrado estou de haver subido
Aquele monte, e as vezes, que baixando
Deixei do pranto o vale umedecido!

Tudo me está a memória retratando;
Que da mesma saudade o infame ruído
Vem as mortas espécies despertando.

© CLÁUDIO MANOEL DA COSTA
In Obras Poéticas (Tomo I), 1903
SONETOS

Número de visualizações em 2017: 3870
Número de curtidas: 135
 
Compartilhar via Facebook Compartilhar via Twitter Compartilhar via Google+

Comentários (1)

o mundo dos poetas é belo, é um sonho que nem todos podem viver.

Postar um novo comentário

CADASTRAR-SE NO QUADRO DE AVISOS | POR ONDE A VOZ ECOA | ÁREA ADMINISTRATIVA DOS POETAS | ENVIAR AVISO (SOMENTE ADMINISTRADORES)
FacebookOrkutTwitterGPlusYoutubeMyspaceDhittPaltalkRSS
 
Copyright 2001 - 2013 - A Voz da Poesia Falando ao Coração - Design GamaBrasil