ONDE ANDARÁS

Onde andarás nesta tarde vazia
Tão clara e sem fim
Enquanto o mar bate azul em Ipanema
Em que bar, em que cinema te esqueces de mim (...)

Obra resguardada por direito autoral. Para conferir o restante deste texto, consulte a referência bibliográfica indicada abaixo.

© por isso que eu saio pra rua
Sem saber pra quê
Na esperança talvez de que o acaso
Por mero descaso me leve a você
Na esperança talvez de que o acaso
Por mero descaso
Me leve... eu sei.

Â

Número de visualizações em 2017: 252
Número de curtidas: 34
 
Compartilhar via Facebook Compartilhar via Twitter Compartilhar via Google+

Comentários (1)

Conheça a história da música "Onde Andarás", de Caetano Veloso e Ferreira Gullar www.drzem.com.br/2014/12/a-historia-da-musica-onde-andaras-de.html

Postar um novo comentário