POEMA [O GALO BRANCO ADORMECEU]

O Galo Branco adormeceu.
A noite em flor palpita.
O sopro da terra traz
O cheiro dos vergéis
E a exalação da vida,
Que faz crescer e mover-se
A cega natureza.

O Galo (...)

Obra resguardada por direito autoral. Para conferir o restante deste texto, consulte a referência bibliográfica indicada abaixo.

©  AUGUSTO FREDERICO SCHMIDT
 In: Fonte invisível, 1949


Número de visualizações em 2017: 354
Número de curtidas: 50
 
Compartilhar via Facebook Compartilhar via Twitter Compartilhar via Google+

Comentários

Não há comentários postados até o momento. Seja o primeiro!

Postar um novo comentário