INÍCIO | POESIAS | POETAS | MÚSICOS | RÁDIO | VÍDEOS | LIVROS | RECENTES | CARTÕES | E-BOOKS | MURAL | FÓRUM | BLOGS | AGENDA | INSCRIÇÃO | CONTATO
 
 
LENORA


Ah! foi partida a taça de ouro! o espírito fugiu!
Que dobre o sino! Uma alma santa já cruza o Estígio rio!
E tu não choras, Guy de Vere? Venha teu pranto agora,
ou nunca mais! No rude esquife jaz teu amor, Lenora!
Leiam-se os ritos funerários e o último canto se ouça,
um hino à rainha dentre as mortas, a que morreu mais moça.
E duplamente ela morreu, por que morreu tão moça!

"Pela riqueza a amastes, míseros, o seu orgulho odiando,
e, doente, a bendissestes, quando a morte ia chegando.
E como, então, lereis o rito? Os cantos de repouso
entoareis vós, olhar do mal? Vós, o verbo aleivoso,
que o fim trouxestes à existência tão jovem da inocência?"

Peccavimus; mas não se irrites! O réquiem tão solene
e embalador ascenda aos céus, que a morta já não pene!
Para aguardar-te ela se foi, tendo ao lado a Esperança
e tu ficaste, louco e só, chorando a noiva criança,
meiga e formosa, que ali jaz, magnífica, sem par,
com a vida em seus cabelos de ouro, mas não em seu olhar,
com a vida em seus cabelos, sim, e a morte em seu olhar.

"Ide! Meu coração não pesa! Sem canto funeral,
quero seguir o anjo em seu vôo com um velho hino triunfal.
Não dobre mais o sino! que a alma em seu prazer sagrado
não o ouça, triste, ao ir deixando o mundo amaldiçoado.
Ela se arranca aos vis demônios da terra e sobe aos céus.
Do inferno, à altura se conduz e lá, na luz dos céus,
livre do mal, da dor, se assenta num trono, aos pés de Deus!"

©EDGAR ALLAN POE

Número de visualizações em 2017: 1469
Número de curtidas: 69
 
Compartilhar via Facebook Compartilhar via Twitter Compartilhar via Google+

Comentários (5)

Avatar do visitante

Wagner Felipe · 08/09/2014, às 19h44

Esse é meu poema preferido do Edgar, ele inspirou o livro Lenora, livro muito bom, recomendo.
Sim, um ótimo livro! Também é um dos meus poemas preferidos! E sei que é estranho, mais se um dia chegar ter uma filha quero que tenha esse nome...Lenora. Que significa Luz. Um lindo nome, na minha opinião. :3 :) <3
Amei o poema estou lendo o livro de Lenora e agora que conheço o poema o livro faz todo sentido... Amei o poema achei inspirador e vindo do coração sou fã de poemas e esse foi um dos que eu mais amei Parabéns a Edgar Allan Poe um lindo poema e muito criativo.
Avatar do visitante

Sailor Moon :3 · 07/12/2016, às 13h17

Melhor poema :3 <3
um dos melhores livros que já li recomendo

Postar um novo comentário

CADASTRAR-SE NO QUADRO DE AVISOS | POR ONDE A VOZ ECOA | ÁREA ADMINISTRATIVA DOS POETAS | ENVIAR AVISO (SOMENTE ADMINISTRADORES)
FacebookOrkutTwitterGPlusYoutubeMyspaceDhittPaltalkRSS
 
Copyright 2001 - 2013 - A Voz da Poesia Falando ao Coração - Design GamaBrasil